www.laerciobeckhauser.com http://br.youtube.com/labeckhauser

LAÉRCIO  BECKHAUSER = Textos e +  (Lalá do Brasil)

"Conhecimento é poder"  - Leia os textos! - Beckhauser agradece!!!

(Lalá do Brasil) Labeck
Textos



Conurb de Joinville e Guarda Municipal fazendo blitz? Eles podem fazer isso?

Conurb de Joinville e Guarda Municipal  fazendo blitz?
Eles podem fazer isso?

 

A CONURB não pode e não deveria se prestar a fazer
parte deste órgão repreensivo extemporâneo..
Não foi criada para isto.
É mais uma indústria de multas.
É imoral e ilegal.
Se asseguram da PMSC para fazer este "serviço" inadequado e inoportuno.

Querem receber alguns milhões que os contribuintes não pagaram.

A CONURB éstá sendo mais um órgão arrecadador para ampliar a receita municipal.

Um absurdo!

Quando o Senador Loyola, ex-vice-prefeito de Joinville no governo de LHS teve a idéia da criação da GMJ ...
FOI BEM CLARO EM SUAS DECLARAÇÕES na ACIJ que não seria a GMJ uma opressora e "cobradora de multas" e sim serviria para a segurança e trabalharia de forma educativa para todos os munícipes.
O que está acontecendo agora?
O presidente da Conurb dá declarações para imprensa local e estadual como se fosse o grande sábio e entendedor das leis de trânsito e se "acha" no direito de dirigir este órgão
como um "príncipe" detentor de um pseudo reinado.
Ah, faz nos lembrar de Maquiavel!
É o $$$$$$ falando mais alto.
A CONURB e a GMJ deveriam se envergonhar desta atitude mesquinha e sorrateira.
Deixem a Polícia Militar de SC fazer este serviço que muitos asseguram que é "imoral".
É o caso do inúmeros "pardais"que assolam o solo brasileiro.
Um absurdo e nós, abaixamos as nossas cabeças e alguns ainda afirmam benignamente:
QUEM NÃO DEVE NÃO TEME".

Não é questão de temor.

Se esconder atrás de um equipamento e cobrar altas penalidades
é falta de "Ética do GOVERNO", independente se for municipal, estadual ou federal.

Como as pessoas jurídicas e os governos não possuem noções primárias destes elementos, mandam e desmandam...

Isto sim é um "enriquecimento ilícito" do Estado que se atribui do pleno Direito que nós damos aos governantes e ferem a nossa Constituição de tudo querer cobrar sem limites do bom senso, só pensando em ampliar seu faturamento.

Torna-se assim, um Estado arrecadador e policialesco.

E muitos ainda são favoráveis a estas medidas de um Estado Policial arbitrário.
Democracia? Aonde?
 
Ah, faz nos lembrar de Maquiavel!
É o $$$$$$ falando mais alto.[2]


O poder, GM, neste caso,  só acompanhado da PMSC.

MAS MESMO ASSIM, SE ESCONDER ATRÁS DE UMA ÁRVORE ou atrás de um equipamento,
é imoralidade em Joinville ou em qualquer região do universo.

A Lei? Ora a Lei... (Ruy Barbosa)
 
 
Espero que ainda haja mudanças na atitude dos
governantes.
Quando pedem o voto, nas eleições, prometem o paraíso...
Eleitos, são os príncipes do inferno e até o satanás fica ruborizado com ações deste gênero.
 
Blitz para educar o trânsito e para mostrar
que há fiscalização é uma necessidade em todas as cidades.
Agora, criar uma Guarda Municipal para cobrar multas é uma medida maquiavélica.
E o nosso prefeito municipal acatar esta determinação é não querer a sua reeleição.
 
E olha, e não venham com desculpas esfarrapadas,
pois quem determina se será feito ou não estes procedimentos são pessoas indicadas pelo prefeito.
E governar é necessário a prática constante da ciência denominada "POLÍTICA" e se apoiar somente em diretrizes técnicas dizendo que isto irá melhorar a segurança da população é mais uma mentira deslavada que não se admite mais nem pensar e muito menos falar em público e para mídia, como foi feita por muitos mandantes na cidade de Joinville.

Infelizmente, temos que conviver com estes descalabros governamentais no Brasil.
 
E o prefeito?
Por isto, se a PMSC recolher os carros, aplicar as multas, etc... estão desempenhando um dos papéis que exercem em nossa sociedade.
Agora, a GMJ fazer isto....
Aí é demais... fora de propósito. Querem é a "grana"... São movidos pelo e ao $$$$.

A Conurb e a GMJ se tornou uma "INDÚSTRIA DE MULTAS".

 E nós não temos que bater palmas por isto.

O prefeito municipal de Joinville tem o dever e o direito de mudar esta situação.

Que se manifeste!

Afinal, ele é o mandatário da cidade e isto afeta praticamente todas pessoas que se locomovem em Joinville.

 
É evidente, que você poderá ser totalmente contra
esta linha de pensamento.

Mas, lembro-me muito bem quando foi criada a GM e este tema foi abordado, com detalhes, na época.

Se agora mudou.
Mudou para pior.

E no mandado do sr. Carlito Meers, prefeito atual de Joinville.
Por isto esta nossa manifestação da moralidade das multas e desta ostensiva e intere$$eira fiscalização nos veículos que circulam na cidade de Joinville.

Lucidez democrática...
 
Se a Conurb participa desta "farra" com a GMJ
isto podemos chamar, pelas razões escritas anteriormente neste tópico, como uma IMORALIDADE legalizada.

Temos que nos rebelar e esclarecer a toda população.

Como sabemos, o papel aceita tudo o que nele se escreve.

Os microfones admitem a entrada de qualquer som.

Temos que ter uma luvidez máxima e poder crítico para analisarmos estas leis e normas estapafúrdias que querem nos impor para maior arrecadação da máquina governamental.

Uma verdadeira INDÚSTRIA DE MULTA$$$$$$.


Não podemos ficar divinizando, através de uma veneração cega por uma lavagem cerebral o pensamento de algumas pessoas e instituições que só querem aumentar seus cofre$$$$$ com taxa$$$ e mais taxa$$$$.
..
Muitas pessoas possuem preguiça mental, são escravas de formadores de opiniões que se apresentam de modo dissimulado, com interesse direto de garantir seu sustento e são pagos por políticos com objetivo de se perpetuarem no PODER.

São estas manipulações de líderes que se dizem democratas para seu interesse imediato ou futuro.

Temos que questionar com um discernimento maduro.

Não podemos e não devemos tentar nossa evolução na ignorância ou nos interesses de uma política apenas predatória e arrecadadora de um governo autoritário e que massacra todos os contribuintes com estes atos manipuladores.


Usam a palavra SEGURANÇA, enobrecida pela mídia bem paga por eles, fazem estas ações maquiavélicas, sem se preocuparem com a Educação adequada do povo, nesta área.

Esperamos mudanças e explicações.

Temos que rir? Ou chorar?

"De tanto ver triunfar as nulidades;
de tanto ver prosperar a desonra,
de tanto ver crescer a injustiça.

De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus,
o homem chega a desanimar-se da virtude,
a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto."


Rui Barbosa
---
N.B.
Por isto e por outras... acontece revoltas:
Joinville - Defronte a Prefeitura Municipal
Julho de 2010


===
REVOLTA
Milhares protestam contra Carlito.
Multidão se concentrou em frente a prefeitura e ruas próximas, para criticar e exigir mudanças do governo petista.

Fonte: 
Foto e manchete,  Gazeta de Joinville - Jornal
==============================

Publicado no Jornal A Notícia de Joinville - SC

Entendendo este caso, (Origem):
R$ 12 milhões para receber em multas atrasadas...
15 de julho de 2009. | N° 463Alerta
| Jefferson Saavedra
BLITZE ELETRÔNICAS
Até o final da próxima semana, voltam definitivamente as blitze eletrônicas em Joinville. No ano passado, o uso do equipamento que lê a placa e aponta se há dívidas com o IPVA e multas em atraso chegou a ser testado. Mas a PM e a Conurb não se entenderam e o aluguel do equipamento não foi renovado.

Agora, o OCR (sigla em inglês de reconhecimento óptico de caracteres) está de volta. O radar pode fazer a leitura da placa até 300 metros antes da blitz. O resultado da leitura é enviado ao notebook do PM ou agente de trânsito que faz a checagem com o sistema do IPVA e multas. Se tem pendência, o veículo é parado. O objetivo da Conurb e da PM é colocar o OCR em operação ainda durante o Festival de Dança.


25% com problemas
Pelos cálculos da Conurb, em torno de 25% da frota de Joinville apresenta irregularidades envolvendo licenciamento e multas em atraso. Se o número estiver certo, são 60 mil veículos sujeitos a serem parados nas blitze eletrônicas.

“Muita gente deixou de pagar porque a fiscalização deixou de ser atuante”, diz o presidente da Conurb, Tufi Michreff Neto.


Dívidas
A Conurb tem em torno de R$ 12 milhões para receber em multas atrasadas. Perto de 30% desse montante dificilmente será possível recuperar. No caso do IPVA, os débitos representam R$ 15 milhões.



No caso de a Conurb e PM recuperarem tudo, algo quase impossível, metade toca para o município. O OCR apura também se o veículo é roubado ou enfrenta alguma pendência judicial (penhora, apreensão etc.)
....
==========================================
Concluindo:
Eis a aí o motivo e$$encial para esta tomada de decisão.

$Ó INTERE$$E FINANCEIRO ... AUMENTO DE CAIXA.
=========================================================
Lamentável...
=========================================================
Siglas explicativas:
GMJ = GM = Guarda Municipal de Joinville
PMSC = Polícia Militar de  Santa  Catarina
LHS = Luiz Henrique da Silveira (Político de SC - ex prefeito de Joinville e ex-                                                         governador de SC)
CONURB = Companhia de Desenvolvimento e Urbanização de Joinville - SC.
ACIJ - Associação Comercial e Industrial de Joinville.
===


Vejam a matéria do site da CONURB:
Conurb inicia blitze com leitor óptico

20/07/2010


A Conurb começou nesta terça-feira (20/07), junto ao pórtico da cidade, uma ofensiva com leitor óptico de caractere (OCR) a fim de identificar irregularidades em automóveis, motos ou caminhões. Esta primeira blitz foi dividida em dois períodos: das 11h15 às 11h50 e das 13 horas às 18 horas. Foram recolhidos 29 veículos.

 O radar faz a leitura da placa. A partir das informações registradas, o sistema acusa documentação irregular na cor amarela e furto na cor vermelha. O aparelho funciona por meio da tecnologia 3G (banda larga móvel em alta velocidade).

 Durante os próximos meses dois equipamentos de OCR serão utilizados pelos agentes de trânsito da Conurb, que contam com o apoio da Polícia Militar. Segundo o diretor-presidente da Conurb, Tufi Michreff Neto, a abordagem dos veículos em locais estratégicos faz parte de ações que começaram a ser implantadas neste mês de julho e envolvem também a segurança pública.

 “Os agentes de trânsito vão fiscalizar, principalmente, problemas na habilitação dos condutores e atraso de IPVA e licenciamento”, ressalta Tufi, que acompanhou a apreensão de seis veículos em menos de 20 minutos de atuação da equipe.

Beckhauser
Enviado por Beckhauser em 22/07/2010
Alterado em 22/07/2010
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.laerciobeckhauser.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
www.laerciobeckhauser.com (Lalá do Brasil) Labeck