www.laerciobeckhauser.com http://br.youtube.com/labeckhauser

LAÉRCIO  BECKHAUSER = Textos e +  (Lalá do Brasil)

"Conhecimento é poder"  - Leia os textos! - Beckhauser agradece!!!

(Lalá do Brasil) Labeck
Textos


Jornalista JOÃO CARLOS VIEIRA COM IRMÃOS E IRMÃS em jan 2008 - Joinville - SC

06/01/2008 - Com familiares ....
70 anos de João Carlos Vieira - janeiro de 2008 - Chácara da Oma - Joinville - SC - Brasil
70 anos de João Carlos Vieira -

janeiro de 2008 - Chácara da Oma -
Joinville - SC - Brasil
...

Parabéns pra você
Nesta data querida
Muitas felicidades
Muitos anos de vida!
Parabéns pra você
Nesta data querida
Muitas felicidades
Muitos anos de vida!


Domingo = Almoço Familiar

João Carlos Vieira e sua família  almoçaram na "Chácara da Oma", em Joinville, SC em confraternização de seus 70 anos de existência.

Circundado de irmãos, tias, filhos e netos 
João Carlos esteve  num almoço  festivo 
em momentos de alegria e
de descontração.

Parentes e familiares de Joinville,
Florianópolis e região estiveram
presentes nesta confraternização.

As flores e a natureza exuberante e a
água corrente nos rianchos e lagoas da
Chácara da Oma encantaram todos visitantes.
70 anos de João Carlos Vieira na Chácara da Oma
Frederico, Simone, João Carlos e Alessandra
João Carlos Vieira na Chácara da Oma
70 anos de João Carlos Vieira na Chácara da Oma


MUITAS CONVERSAS FILOSÓFICAS
E VITAIS FORAM TEMAS DE ELUCUBRAÇÕES MENTAIS ENTRE
OS FAMILIARES VIEIRA'S & afins.

Entre os pensamentos dois sobressaíram:

"Na família, a reflexão é pautada na
capacidade e na finalidade de conhecer e agir.
Este conhecimento nos leva a ter
uma reflexão filosófica, às vezes intuitiva,
de nossas crenças e opiniões através
da visão crítica de nós mesmos."

(By Laércio Beckhauser).

E foi lembrado o pensamento de um grego,
que viveu lamentando a vida...

"Choremos a juventude e
a velhice também,
pois a primeira foge e
a segunda sempre vem."
(Teógnis, poeta grego).


Contudo, celebramos a vida no presente,
pois aprendemos com o passado e
temos esperança num futuro alvissareiro
e promissor para todas próximas gerações.

Viva os filhos, netos, parentes,
amigos e todas gerações!...

E viva o  jornalista João Carlos Vieira!

Fotos do evento neste site:
http://recantodasletras.uol.com.
br/escrivaninha/album/album_fotos.php?ida=2841

...
Relembrando:

HOMENAGEM ESPECIAL:

Maria Célia Batista Vieira =
Mãe de João Carlos
Esta poesia, na língua alemã é
dedicada a Maria Célia Batista Vieira,

e a tantas outras mães,

que não entendiam e não entenderam
a língua alemã, em vida, mas tiveram
uma sensibilidade acima de qualquer
língua humana, pois viveram em vida,
uma linguagem superior,
a linguagem do amor e da ternura...
e da paciência!
João Carlos Vieira
socialjcvieira@terra.com.br
http://an.uol.com.br/2005/dez/23/0joa.htm


Matéria do "Jornal A Notícia"
(NA MORTE DA MÃE MARIA CELIA...)


A arte de sorrir cada
vez que o mundo diz não...


Ontem, às 9h40, encerrou o seu ciclo na Terra,
abrindo os braços para a vida espiritual,
tal como a Fênix em seu vôo de transformação,
uma mulher especial, assim como
o são todas as mães.
Maria Célia Batista Vieira,
florianopolitana de nascença e
há muito joinvilense de coração,
aos 86 anos,
teve uma morte tranqüila,
recostada numa cadeira de rodas - companheira obrigatória para locomoção nos últimos meses -
após seu banho e desjejum,
ao lado do amigo sol e dos filhos Dirce,
Jairo e Newton, o genro Nelson
e as netas Ângela e Carolina,
zelosos e dedicados nestas últimas
semanas na arte de bem cuidar.
Ninguém da família ou de seu círculo
mais próximo de convivência pode dizer
que ficou surpreso. Há semanas ela
vinha anunciando com a certeza dos
que lhe são íntimos da nova vida,
de que se preparava para partir.
Dava sinais evidentes de que nos
deixaria e de que sua missão
estava chegando ao fim.
No entanto, não é fácil para uma
família que tem uma matriarca
desta qualidade pensar na separação.
Saudosos em vida, todos de uma
forma ou de outra tentavam sorver
os últimos instantes de alegria a seu lado,
tentavam animá-la a continuar...
Ela sempre foi o exemplo de força, de saúde,
de garra, de otimismo até exagerado,
da arte de sorrir ainda que as adversidades
estivessem lhe batendo a porta.
Sempre teve uma palavra de
alento a seu próximo.
Por tudo isso, ninguém esperava vê-la fraca,
com a mente lúcida e o corpo fraquejando e impedindo-a de continuar sendo a guerreira independente de sempre.
Criou dez filhos com bravura e
ainda a neta mais velha com todo o rigor da maternidade necessária;
conviveu intensamente com seus 32 netos;
e curtiu docemente seus 25 bisnetos.
Hoje, quase às vésperas do Natal,

às 9 horas, ela será sepultada no
mesmo local em que foi enterrado
nosso patriarca,
Alvim Vieira, no Cemitério Municipal de Joinville.
Conto hoje, minha mãe querida,
com a ajuda de minha filha, também
sua filha pelo coração, para deixar-te
palavras doces,
mas prometo voltarem outro
momento de menos emoção,
menos saudade e egoísmo próprio
dos que amam,
para dizer-te de forma peculiar o quanto
sentiremos tua falta durante esta "viagem",
que, mais cedo ou mais tarde,
baterá na porta de todos nós.
Até mais, mãe querida!


...

Danke die Mutter (Alemão)
Obrigado, Mãe! (Português)
(A.N)

Wenn deine Mutter alt geworden
Und älter du geworden bist,
Wenn ihr, was früher leicht und mühlos
Nunmeher zur Last geworden ist,
Wenn ihre lieben treuen Augen
Nichnt mehr, wie einst, ins Leben sehen,
Wenn ihre müd gewordnen Füsse
Sie nicht mheher trsagen wollen beim gehen,
Dann reiche ihr den Arm zur Stütze,
Geleite sie mit froher Lust
Dis Stunde mommt, da di si weinend
Zum letzten Gang begleiten musst.
Und fragt sie dich, so gib ihr Antwort,
Und fragt sie wieder, sprich auch du!
Und fragt sie nochmals, steh ihr Rede,
Nicht ungestüm, in sanfter Ruh!
Und kann sie dich nicht recht verstehen,
Erklär ihr alles froh bewegt;
Die Stunde kommt, die bittre Stunde.
Da dich ihr Mund nach nichts meher frägt!
==================================
Em Português
(Tradução livre de Laércio Beckhauser)

OBRIGADO, MÃE! ...

Se sua mãe envelheceu
E você mais velho ficou
Se agora lhe é difícil o que antes com felicidade fazia.
Se seus fiéis e queridos olhos não fitam mais
a vida como outrora
Se seus cansados pés não mais a querem
carregar ao caminhar
Então estenda a ela o braço como apoio
Acompanhe-a com alegria e prazer
A hora virá em que chorando a acompanharás
na sua derradeira jornada.
E se perguntar novamente fala você também.
E se ela questionar mais uma vez, dê-lhe satisfação.
Não impetuosamente, mas com calma e suavidade.
E se ela não puder te endender direito,
explique-lhe tudo alegre e comovido.
A hora vem, a hora amarga,
em que sua boca nada mais perguntará...

...

Dados adicionais:
Tradição cultural:

Melodia

A melodia de Parabéns pra você tem origem na canção
Good Morning to All[1] (Bom Dia a Todos) de
Preston Ware Orem publicada em 1893 e oficialmente registrada
em 1935 pela Summy Company, empresa para a
qual Orem compôs a canção. Por causa disso,
hoje há uma certa polêmica sobre o copyright e
direitos sobre a execução da canção. A Summy Company
exige que royalties sejam pagos quando a canção
Parabéns para você
for executada ao público.

No Brasil, a rádio Tupi do Rio de Janeiro organizou em 1942
um concurso para escolher uma letra que casasse com
a melodia de "Happy Birthday To You".
A vencedora foi a paulista Bertha Celeste Homem de Mello,
que até sua morte, em 1999, fazia questão de que as pessoas
cantassem a letra do jeito que ela escreveu:
"Parabéns a você / Nesta data querida /
Muita felicidade / Muitos anos de vida."

Aniversário Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Aniversário de uma criança.
Aniversário de uma criança.

Aniversário consiste na combinação do dia e do mês
em que a pessoa nasceu repetindo-se todo ano.
Num sentido mais geral, refere-se à comemoração
de periodicidade anual de um qualquer evento importante,
como a morte de uma personalidade,
o fim de uma ditadura ou uma batalha.

É um evento que é comemorado por muitos tipos
de cultura ao redor do mundo. É comum que se faça
uma festa e todos cantem ao aniversariante a
canção "parabéns pra você". Algumas religiões
não recomendam e algumas nem toleram
a comemoração do aniversário.

Em algumas culturas o aniversário é comemorado 9 dias após a data de nascimento, o que traria mais sorte e felicidade no ano seguinte.

Festa de aniversário

Nas comemorações de aniversário é comum ter convidados
da família e amigos. Alimentos bastante comuns são:
bolo, brigadeiros, beijinhos de coco, outros
doces, salgadinhos, refrigerantes, cerveja
e outros tipos de bebida.

Numa festa é comum, principalmente em aniversários
infanto juvenis, que se tenha balões, chapéus de
papelão, pratos e talheres plásticos.
Eventualmente palhaços ou outros tipos
de artistas são contratados para animar a festa.

Aniversário = natalício

Definição:
Dia correspondente ao do nascimento
da pessoa ou aniversário desse dia.
Em alguns lugares, o aniversário do
nascimento da pessoa, especialmente
de uma criança, é celebrado
com festa e presentes.
Não é uma prática bíblica.

 

Origem da Comemoração

Os vários costumes de celebração de aniversários
natalícios das pessoas hoje em dia têm uma longa história.
Suas origens acham-se no domínio da mágica e da religião.
Os costumes de dar parabéns, dar presentes e de celebração -
com o requinte de velas acesas - nos tempos antigos
eram para proteger o aniversariante de demônios e
garantir segurança no ano vindouro. Até o quarto século,
o cristianismo rejeitava a celebração de aniversário natalício
como costume pagão.

Os gregos criam que cada um tinha um espírito protetor
ou gênio ispirador que assistia seu nascimento e
vigiava sobre ele em vida.
Este espírito tinha uma relação mística com
o deus em cujo aniversário natalício o indivíduo nascia.
Os romanos também endossavam essa idéia.
O costume de acender velas nos
bolos começou com os gregos.
Bolos de mel redondos como a lua e iluminados
com velas eram colocados nos altares
do templo de Ártemis.
As velas de aniversário, na crença popular são
dotadas de magia especial para atender pedidos.
Acreditava-se também que as saudações natalícias
tinham poder para o bem ou para o mal,
porque a pessoa neste dia supostamente
estava perto do mundo espiritual.

 

Nascimento Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
 

Na linguagem vulgar, o nascimento é o momento em que
um ser vivo inicia o seu processo de crescimento até ao
estado adulto, ou seja, quando se pode reproduzir.

Nas bactérias e outros organismos unicelulares,
o nascimento corresponde à separação das duas
células que resultam da divisão celular.

Nas plantas o nascimento corresponde à
germinação da semente ou do esporo.

Nos animais ovíparos, o nascimento corresponde
à eclosão do ovo. Nos animais vivíparos,
é o momento da saída do feto de dentro do útero materno,
como resultado dum processo denominado parto.

No sentido figurado, fala-se também do nascimento das estrelas
ou do nascimento de uma nação. Neste sentido, pode considerar-se que o nascimento é o oposto da morte; no entanto, pode
também considerar-se que a vida
do indivíduo tem início no momento
da fecundação do óvulo pelo espermatozóide.
Este conceito é utilizado pelas pessoas ou
movimentos que se opõem ao aborto voluntário.

Do ponto de vista legal, o nascimento é o
início da vida de uma pessoa na sociedade.

....


Livro da História da Família Beckhauser no Brasil e na Europa.


Chácara da Oma - Joinville - SC - Brasil

Chácara da Oma - ....

 

Texto colocado como recados para o orkut de familiares Vieiras,s & afins:
...
Lalá...:
Vejam as fotos e textos...
do 70 anos do aniversário do
jornalista João Carlos Vieira...
na Chácara da Oma - Joinville - SC
...
http://www.recantodasletras.com.br/artigos/805975
...
Obrigado!
...

Imagens e Textos
...
www.laerciobeckhauser.com

Código:
...

[:)]
Vejam as fotos e textos...
do 70 anos do aniversário do
jornalista João Carlos Vieira...
na Chácara da Oma - Joinville - SC
...
http://www.recantodasletras.com.br/artigos/805975
...
Obrigado!
...

<a href="http://www.caption.it/"><img src="http://cap04.caption.it/6/captionit171024I569D30.jpg" alt="Imagens e Textos" border=0 /></a>
...
www.laerciobeckhauser.com

Publicado por Beckhauser em 06/01/2008 às 17h52
Beckhauser
Enviado por Beckhauser em 06/01/2008
Alterado em 06/01/2008
Copyright © 2008. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
www.laerciobeckhauser.com (Lalá do Brasil) Labeck